Álvaro Damião

Coluna do Álvaro Damião

Veja todas as colunas

Falta de sintonia no Galo

A verdade é que falta sintonia no Galo. Não há harmonia entre elenco e diretoria, arquibancada e jogadores, atletas e atletas.

06/11/2018 às 10:12

Bruno Cantini / Atlético

Trinta dias, cinco jogos sem vencer, cinco gols sofridos e apenas um marcado. Esta é a campanha do Atlético no Brasileirão. Há algo errado! 

A verdade é que o Galo está tão perdido em campo, quanto na tabela. No último sábado, a equipe atleticana perdeu para o Grêmio por 1 a 0, dentro do Independência. Recém-chegado à Cidade do Galo, Levir Culpi fez algumas mudanças no time, mas não surtiram efeitos. Ao final da partida, o goleiro Victor criticou a falta de continuidade do trabalho: “Não se faz um time campeão ou um time vencedor sem continuidade no trabalho” – ressaltou o goleiro. Neste ponto, concordo com o jogador.

O erro de 2017 está se repetindo em 2018. No último ano, o Galo teve três treinadores: Roger Machado, Rogério Micale e Oswaldo Oliveira! Neste ano o número de troca de técnicos foi o mesmo: Oswaldo Oliveira iniciou o ano no comando, foi substituído por Thiago Larghi e agora o Atlético é comandado por Levir Culpi. Falta continuidade no trabalho? Claro que falta! Mas a diretoria vai esperar até quando para alcançar o objetivo do ano? Os jogadores também precisam assumir a sua parcela de culpa e honrar o salário que recebe. 

A verdade é que falta sintonia no Galo. Não há harmonia entre elenco e diretoria, arquibancada e jogadores, atletas e atletas. Levir disse em entrevista coletiva que o time passa por um momento de desequilíbrio: “Não estamos todos pensando a mesma coisa.

Eu tô chegando e estou supermotivado, mas tem jogadores que já estão saindo” – disse. Este erro precisa ser consertado o mais rápido possível, caso ainda estejam almejando a vaga na Libertadores do próximo ano. Se isso não acontecer, será mais um ano sem participar da competição. 

Entendo o lado do torcedor, que vem protestando e cobrando resultados da diretoria dos jogadores, mas acho que o recado já foi dado e agora a missão é apoiar e incentivar o time. Já que não está ganhando na bola, que ganhe com o empurrão da arquibancada. A cobrança já foi feita, algumas medidas já foram tomadas e agora é hora de apoiar. Só assim o Atlético voltará a vencer!

O Galo já saiu de situações muito piores e desta vez não será diferente. É só colocar a cabeça no lugar, entrar em sintonia com o torcedor (e com o treinador), que o resultado positivo chega. 

O próximo jogo da equipe alvinegra é somente no dia 11 de novembro, diante do Palmeiras, dentro de casa. A missão não será nada fácil, tendo em vista que o time paulista é o líder do Brasileirão com 66 pontos. Agora é focar e trabalhar para alcançar esta vitória! 

Acorda, Galo! 

Tamo junto e até a próxima! 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Kalil cria decreto de emergência para a Vilarinho e prevê início das obras para julho do ano que vem:… https://t.co/9TxzT4ZZ2x

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Um dos principais pontos do projeto é o chamado potencial construtivo, que é o direito de se construir acima da metragem original do lote. Ouça a reportagem 👇👇

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽️ Goleiro alvinegro ressaltou a necessidade de vencer no Beira-Rio para se distanciar do Atlético-PR

    Acessar Link