Gustavo Lopes

Coluna do Gustavo Lopes

Veja todas as colunas

Desporto brasileiro no governo Bolsonaro

Pende, no momento, a curiosidade e apreensão pela indicação do Ministro da Educação, Esportes e Cultura e do Secretário de Esportes. 

06/11/2018 às 09:52

 Reprodução/Facebook - Arthur Zanetti

Criado por FHC em 1995 como Ministério Extraordinário, o Ministério dos Esportes está com os dias contados, uma vez que o Presidente eleito, Jair Bolsonaro, informou que a pasta será fundida com a Cultura e a Educação. 
 
Nos termos do art. 76, da Constituição Brasileira, os Ministros de Estado serão auxiliares da Presidência da República, deverão possuir mais de 21 anos e estar em pleno exercício dos direitos políticos. 
 
Cada Ministério, nos termos do art. 70, da Lei 13.502/2015 terá em sua estrutura básica: 
 
- Secretaria Executiva, exceto nos Ministérios da Defesa e das Relações Exteriores; 
 
- Gabinete do Ministro; e 
 
- Consultoria Jurídica, exceto no Ministério da Fazenda. 
 
Ou seja, cada Ministério traz consigo toda uma estrutura organizacional e burocrática extremamente onerosa. 
 
Reduzir o número de Ministérios fundindo-os além de trazer grande economia ao deficitário orçamento da União acabará por trazer maior dinamicidade para setores que serão geridos por uma miniestrutura de Secretaria capitaneada pelo Ministro. 
 
No caso do Ministério dos Esportes mais especificamente, raríssimos países no mundo, como Rússia, China e França, possuem uma pasta exclusiva para a área. 
 
Além disso, o próprio art. 217 da Constituição Brasileira demonstra a vocação do desporto para caminhar lado a lado com a educação e com a cultura: 
 
Art. 217. É dever do Estado fomentar práticas desportivas formais e não formais, como direito de cada um, observados:  
 
      I –(..) 
      II - a destinação de recursos públicos para a promoção prioritária do desporto educacional e, em casos específicos, para a do desporto de alto rendimento;  
      III – (...);  
      IV - a proteção e o incentivo às manifestações desportivas de criação nacional.  
 
O fato é que atualmente o Estado Brasileiro tem concentrado energia no desporto de alto rendimento e deixado de lado o caráter educacional, cultural, de lazer e de promoção da saúde do esporte. 
 
Apesar disso, o Poder Público, representado pelo Ministério dos Esportes não tem tido muito êxito desportivo. 
 
Nas últimas Olimpíadas, 13 das 19 medalhas brasileiras foram conquistadas por atletas das Forças Armadas, ou seja, quando se trata de alto rendimento a eficiência das Forças Armadas é largamente superior. 
 
Os Estados Unidos que atingiram a incrível marca de mil medalhas Olímpicas, no Rio conquistaram 121 medalhas, 46 de ouro. Nos EUA não há Ministério dos Esportes. 
 
Há no Brasil o Comitê Olímpico Brasileiro que possui competente corpo técnico para gerir o desporto no Brasil com os recursos públicos e privados recebidos pela Lei Pelé e que não precisa do auxílio ou da ingerência pública. 
 
A unificação das pastas da cultura, da educação e dos esportes dá dicas de que o Governo Bolsonaro não pretende interferir nas questões privadas desportivas, mas tratar o esporte de forma educacional e cultural como deve ser. 
 
Importantíssimo ressaltar que que o país terá, pela primeira vez na história, um educador físico como Presidente da República que é, ainda, egresso da carreira militar, principal fonte das medalhas brasileiras, portanto, as expectativas para o desporto brasileiro seja de alto rendimento, seja no aspecto educacional, são as melhores possíveis. 
 
Pende, no momento, a curiosidade e apreensão pela indicação do Ministro da Educação, Esportes e Cultura e do Secretário de Esportes. 
 
Aguardemos! 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Kalil cria decreto de emergência para a Vilarinho e prevê início das obras para julho do ano que vem:… https://t.co/9TxzT4ZZ2x

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Um dos principais pontos do projeto é o chamado potencial construtivo, que é o direito de se construir acima da metragem original do lote. Ouça a reportagem 👇👇

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽️ Goleiro alvinegro ressaltou a necessidade de vencer no Beira-Rio para se distanciar do Atlético-PR

    Acessar Link