Ursula Nogueira

Coluna da Ursula Nogueira

Veja todas as colunas

Acorda, América!

Entre idas e vindas de técnicos, o time não engrena. Será que a culpa realmente é do treinador?

02/05/2019 às 07:09
Acorda, América!

Pode até parecer uma coluna repetida, mas não é. Desde a última quarta-feira (1), Givanildo não é mais treinador do América. Esta foi a quinta passagem do treinador pelo time alviverde. Isso mesmo: a quinta passagem! Ao todo, foram 258 partidas no comando do Coelho. 

Fica até difícil escrever sobre isso. Afinal, será que teremos a sexta edição? Será que é apenas mais uma férias do "Velho Giva" e logo, logo ele aparece no Lanna Drumond? Enfim, páginas do próximo capítulo. 

A verdade é que entre idas e vindas de técnicos, o América não engrena. Será que a culpa realmente é do treinador? Será que as duas primeiras rodadas da Série B são tão decisivas a ponto de se demitir o comandante? E a campanha do Mineiro? Não se leva em conta? Afinal, o time ficou em terceiro lugar na fase classificatória. Foram 11 jogos, seis vitórias, quatro empates e uma derrota. Um aproveitamento de 66,7%. Isso não conta?

O América precisa de uma reformulação urgente. A diretoria precisa parar de pensar e agir como time pequeno. O América é grande, tem história, tradição, mas nos últimos anos tudo isso vem sendo deixado de lado. Alguém precisa dar um tapa na mesa, chamar a responsabilidade, falar mais alto. Vamos, Salum! Te desejo coragem. O clube precisa de um choque de realidade. 

Quem será o novo técnico? Thiago Larghi? Barbieri? A quem chegar, eu desejo muita sorte e competência para dar conta de tanta responsabilidade e pressão. 

À torcida americana fica a minha pergunta: até quando? Precisamos voltar a acreditar!

Foto: Mourão Panda / América

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Etanol permanece vantajoso ante gasolina em Minas e mais quatro estados, diz ANP: https://t.co/nAKWdG8NbG https://t.co/MBLkAjLjYb

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Na média dos postos pesquisados no país, a paridade é de 65,93% entre os preços médios do etanol e da gasolina, também favorável ao biocombustível.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Na casa em que ele realmente residia foram apreendidos mais de R$ 10 mil em alimentos como chocolates caros, biscoitos, energéticos e sucos.

    Acessar Link