Notícias

ALMG une mulheres na luta por direitos

Defesa de causas como acesso à água e à terra, maior representação política e combate ao assédio moral e sexual movimentaram o Legislativo

Por ALMG, 27/06/2018 às 13:28
atualizado em: 28/06/2018 às 12:06

Texto:

Foto: Clarissa Barçante/ALMG
Clarissa Barçante/ALMG

Maria do Carmo Fonseca veio do Vale do Jequitinhonha para participar do Dia Internacional da Mulher

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) foi o ponto de encontro nos últimos anos de várias mulheres do interior do Estado para manifestar seus desejos e demandas. São causas como o direito de acesso à água e à terra para produzir e assim garantir a sobrevivência da família.

No Dia Internacional da Mulher, em março de 2018, por exemplo, a inspiração veio da marchinha de carnaval da década de 1950, e a lata d’água na cabeça virou um símbolo de resistência e luta. A produtora de hortaliças Maria do Carmo Fonseca, moradora do acampamento Amaralina, em Almenara (Vale do Jequitinhonha), trouxe a Belo Horizonte o balde que usa diariamente para pegar água do rio próximo de sua casa, uma vez que não há água encanada.

“O trabalho lá é muito sofrido. Veja a minha mão, é uma mão de uma mulher que trabalha na luta para produzir algumas coisas e vender em Almenara. Eu peço para que os deputados olhem para o nosso lado porque também somos seres humanos”, afirmou.

Organizado pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), o protesto do qual participou Maria do Carmo foi um dos muitos exemplos de parcerias e lutas em que se envolveu a Assembleia, tendo em vista os direitos das mulheres.

Muitas dessas lutas contaram com o empenho da Comissão Extraordinária das Mulheres, criada em 2015: campanhas por uma maior representação política das mulheres; contra o assédio moral e sexual; contra a violência obstétrica e de gênero; contra o fim de direitos importantes para as mulheres e pela memória da vereadora Marielle Franco, assassinada em março de 2018.

A mobilização contra o acolhimento compulsório de bebês, filhos de mulheres usuárias de drogas ou em situação de vulnerabilidade, foi tema de diversas reuniões. A Assembleia apoiou a luta de entidades e órgãos ligados aos direitos da criança, solicitando a revisão da norma que originou o problema, reivindicação que acabou sendo acatada pela Vara Cível da Infância e Juventude de Belo Horizonte.

As mulheres também lotaram as galerias da Assembleia em audiências públicas como a que discutiu a crise financeira do Hospital Sofia Feldman, principal referência em parto humanizado no Estado.

Mãe de um garoto de 11 meses, Larissa Goes deu um depoimento que explicou a mobilização em defesa do hospital. Seu parto foi natural, sem intervenções médicas, totalmente financiado pelo SUS e com um acompanhamento que incluiu até massagem nos pés.

Para garantir que o Parlamento continue a ser referência para as mulheres na luta por seus direitos, o Projeto de Resolução 49/17, da Mesa da Assembleia, transforma em permanente a Comissão das Mulheres.

Entre as proposições aprovadas, se destaca o Projeto de Lei (PL) 2.223/15, que trata da política de atendimento à mulher vítima de violência no Estado. Ela foi transformada na Lei 22.256, de 2016, que inovou ao indicar algumas ações que poderão ser implementadas no Estado, como a criação de auxílios financeiros emergencial e transitório e a instalação de centros avançados para acolhimento da mulher vítima de violência.

Outra proposição aprovada, que se relaciona aos direitos das mulheres, é o PL 2.966/15. Ele assegura à mãe o direito de amamentar em local de sua escolha, ainda que estejam disponíveis ambientes exclusivos para a amamentação, e institui multa equivalente a R$ 903,27 para os estabelecimentos que proibirem ou constrangerem o ato. O projeto foi transformado na Lei 22.439, de 2016.

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Mais de 3,3 milhões de contribuintes recebem restituição do IR nesta segunda-feira. Clique! https://t.co/maZDDQdQng https://t.co/eZ7NS5Hji0

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Mais de 3,3 milhões de contribuintes serão contemplados. Clique!

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Atacante foi oficializado neste domingo como novo reforço do Shandong Luneng, da China

    Acessar Link