Unimed - Viver Bem - Internas - Maxiboard

Notícias

Às vésperas do Dia das Mães, especialista alerta mulheres para cuidados com saúde e autoestima 

Por Jacqueline Moura, 11/05/2018 às 11:15
atualizado em: 12/05/2018 às 07:24

Texto:

Para as mulheres que desempenham vários papéis na sociedade (mãe, esposa, profissional e dona de casa) tirar um tempo para cuidar de si pode ser um grande desafio. Uma nova prática, a medicina integrativa, pode ajudar neste caso. Trata-se de uma avaliação da saúde do paciente como um todo.

A ginecologista e nutróloga Luciana Regis é adepta da avaliação. “Hoje, não consigo avaliar uma paciente sem olhar para ela como um todo. Desde as questões ginecológicas, até a relação com o seu corpo, com a alimentação, o sono, atividade física e manejo do estresse”, explica. 

A vida corrida pode fazer com que a mulher fique por um longo período sem se consultar com um médico. Mas o tempo pra cuidar da saúde é necessário. “Do ponto de vista ginecológico, as mulheres devem se consultar, pelo menos, uma vez ao ano. Do ponto de vista de prevenção de doenças, a mulher deve se consultar com médico de confiança duas vezes ao ano. Mas claro que isso também vai depender de cada mulher”, destaca Luciana Régis. 

A especialista ainda ressalta que as doenças mais frequentes nas mulheres variam de acordo com a faixa etária. Nas mulheres mais jovens, por exemplo, as principais doenças estão relacionadas com alterações do ciclo menstrual, depressão, estresse, distúrbio de ansiedade, obesidade e doenças sexualmente transmissíveis.

Menopausa 

Após a menopausa, as mulheres devem se preocupar com o aparecimento de doenças crônicas, como hipertensão, doenças do coração, diabetes, osteoporose e doenças neurodegenerativas. 

“Para termos uma vida saudável, com autoestima e qualidade, a alimentação é muito importante, devemos optar por uma alimentação equilibrada e diversificada. Outro ponto essencial é atividade física que deve ser realizada três vezes por semana. O sono também é muito importante, deve ter boa qualidade e quantidade de horas suficientes. E o manejo do estresse, que tem como base alimentação saudável, exercício físico regular e sono de qualidade, mas devemos procurar fazer atividades prazerosas que ajudem a reduzir o nível de estresse,” sugere a ginecologista e nutróloga Luciana Regis. 

 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ❗️🚛 Prefeitura de BH pede que população só procure serviços de urgência e emergência em caso de risco de morte, seq… https://t.co/N7iHsjOd84

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽️#Atlético escalado: https://t.co/Ak3NO8sXJC

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ❗️🚛 Prefeitura de BH pede que população só procure serviços de urgência e emergência em caso de risco de morte, sequela ou sofrimento intenso.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ❗️🚛 Líquido cada vez mais raro.

    Acessar Link