Clique e ouça
Carregando ...
Apresentação
por Frank Martins em Jornalismo / Atualizado

Candidata do PT aparece pela primeira vez na dianteira da corrida presidencial

Logo pela manhã desta quinta-feira, 24, a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, concedeu uma entrevista ao vivo ao jornalista Eduardo Costa, dentro do Jornal da Itatiaia – 1ª edição.

O primeiro assunto tratado na conversa não poderia deixar de ser o resultado da pesquisa Ibope, encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria), divulgada nesta quarta-feira, 23, que mostra a ex-ministra da Casa Civil, com 40% das intenções de voto; o candidato do PSDB, José Serra, com 35%; e a candidata Marina Silva, com 9% na corrida eleitoral pela Presidência da República.

Esta é a primeira vez que Dilma Rousseff aparece à frente de Serra numa pesquisa de intenção de voto para presidente. A candidata do PT disse que neste processo eleitoral ainda tem “muita água para rolar debaixo da ponte”, mas que está contente e agradece os eleitores que opinaram pelo seu nome na pesquisa.

Outros dados interessantes revelados e comentados pelo jornalista Eduardo Costa são os de aumento da rejeição a Serra e da ligação de Dilma com o presidente Lula.

De acordo com a sondagem, 23% afirmaram que não votariam em hipótese nenhuma em Dilma Rousseff, enquanto 30% rejeitam Serra e 29% nunca votariam em Marina Silva. Os eleitores que sabem que Dilma é a candidata apoiada pelo presidente Lula da Silva subiu de 58% para 73%.

O Ibope entrevistou 2.002 eleitores entre os dias 19 e 21 em 140 cidades. A pesquisa está registrada no TSE sob o número 16292/2010.

Sobre a corrida eleitoral em Minas Gerais, Dilma deixou bem claro que espera contar com o ex-ministro Patrus Ananias como vice da chapa PT/PMDB, com o ex-senador Hélio Costa.

Respondendo sobre as prováveis fissuras que essa coligação pode causar no PT mineiro, Dilma disse que no atual cenário político do país é necessário fazer um governo de coalizão, mas mantendo sempre o rumo e as diretrizes propostas pelo partido que são de crescimento econômico e de desenvolvimento social.

Indagada por Eduardo Costa sobre o “Dilmasia” – eleitores mineiros que pretendem votar em Dilma Rousseff, para presidente, e em Antônio Anastasia, para Governador de Minas Gerais, a candidata do PT foi bem enfática. “Não vou pedir esse tipo de voto, mas respeito o eleitor porque a consciência dele é que vai decidir o voto.”

Por fim, Dilma ainda deu um palpite sobre o resultado da partida entre Brasil e Portugal, válida pela última rodada da fase de grupos da Copa do Mundo. Para ela, a seleção canarinho vai vencer o duelo contra os lusitanos por 1 a 0.

Baixe os arquivos de áudio da entrevista:
Entrevista - Dilma Rousseff x Eduardo Costa - Parte 01
Entrevista - Dilma Rousseff x Eduardo Costa - Parte 02
Entrevista - Dilma Rousseff x Eduardo Costa - Parte 03

Fonte: Rádio Itatiaia

Comentários

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).

Ouvindo: