SulAmerica - Interna - Maxiboard

Notícias

Coronel combaterá esquerda e pediu que matéria fosse ao ar em dia de calibre de arma favorita

Por Redação , 12/01/2019 às 11:34
atualizado em: 12/01/2019 às 12:50

Texto:

O ex-comandante da Polícia Militar, coronel Sandro Lúcio Fonseca, foi eleito deputado estadual pelo partido do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), e será um dos novos parlamentares que ocuparão a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) a partir de fevereiro.

O parlamentar pediu para que a entrevista fosse ao ar e divulgada neste sábado, 12 de janeiro, em referência ao número de calibre da arma preferida dele. 

Ouça a entrevista completa com a repórter Edilene Lopes.

Aos 54 anos, o coronel é casado e pai de três filhos. Nas eleições, apoiou o governador Romeu Zema (Novo). Ele é defensor dos direitos dos militares, de valores conservadores e defende que policiais que matem em legítima defesa não sejam processados.

Ele explica que entrou na política por fazer parte dos grupos que “pedem o retorno da direita no comando do país”.

Principais bandeiras

Sandro carrega as bandeiras políticas do presidente Bolsonaro, entre elas pautas que dividem o Congresso Nacional, como é o caso do projeto Escola Sem Partido. “Nós defendemos o resgate dos costumes e da tradição. Respeito dos filhos pelos pais. Dos alunos pelos professores. Combatemos a ideologia de gênero e somos contra a liberação de drogas e qualquer medida que visa liberar o aborto no país.”

O parlamentar também defende “todas as pautas de direita conservadora e também as pautas liberais econômicas”, para ter “um estado mais enxuto e que gaste menos”.

Polêmicas

O parlamentar não fugirá de polêmicas na ALMG e, antes mesmo de assumir o posto, se envolveu em debate com a deputada petista Beatriz Cerqueira, que entrou com uma representação contra o coronel junto ao Ministério Público.

A polêmica ocorreu por causa de uma entrevista de Sandro em que ele diz que irá “exterminar a esquerda” na Assembleia Legislativa. “Às vezes, para algumas pessoas, é necessário explicar, desenhar, explicar o desenho e depois desenhar a explicação. Para deixar claro: exterminar a esquerda no campo das ideias significa combater as ideias de esquerda”.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Toffoli deixa para Marco Aurélio decisão sobre dados da quebra de sigilo de Aécio Neves: https://t.co/vjqFi4h0c5 https://t.co/EHmIvLVgqv

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Procuradoria-Geral da República solicitou o envio dos dados bancários do tucano à Polícia Federal para dar continuidade às investigações no âmbito da Operação Patmos

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Presidente já indicou que, além do decreto, deverá dialogar com o Congresso para realizar outras mudanças no Estatuto do Desarmamento

    Acessar Link