Unimed - Viver Bem - Internas - Maxiboard

Notícias

Gentileza e campanhas educativas são apostas de especialista para reduzir acidentes de trânsito

Por Jacqueline Moura, 07/05/2018 às 11:34
atualizado em: 10/05/2018 às 11:10

Texto:

Imagine que todos os seus amigos estejam ao seu redor no trânsito, sejam eles pedestres, motoristas, motociclistas ou ciclistas. Seu objetivo é dirigir de maneira que eles possam ser protegidos contra acidentes de trânsito. “Nesse momento você vai praticar todas as ações de direção defensiva, gentileza no trânsito e vai evitar inúmeros acidentes”, essa é uma das maneiras de reduzir os acidentes de trânsito defendida pelo especialista em trânsito Osias Batista. 

“Podemos bater nas mesmas teclas: praticar a direção defensiva, olhar placas, manter distância de segurança do veículo da frente, etc. Mas o ideal é lutar para mudar nossa sociedade e colocar um pouco mais de amor e amizade em nossas relações, principalmente nas relações de trânsito”, reforça o especialista.

Maio amarelo

No mês de maio, a cor amarela dos semáforos de trânsito (que pede atenção de motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres) é usada também para alertar a população sobre o alto índice de acidentes de trânsito no mundo. O movimento internacional tem o objetivo de conscientização e reduzir o número de acidentes.

O Hospital de Pronto-Socorro João XXIII (HPS) atende uma média de 300 pacientes diariamente. Desses, cerca de 40% são vítimas de acidentes de trânsito, dependendo da época do ano. Segundo Marcelo Lopes Ribeiro, médico e diretor técnico do João XXIII, no período de chuvas, novembro a março, o número de motociclistas que se envolvem em acidentes aumenta. 

"A maioria dos casos de acidentes de trânsito que recebemos aqui, disparadamente, é envolvendo motociclistas,” detalha o médico. 
Em 2017, foram atendidas no HPS 10.171 pessoas que se envolveram em acidentes no trânsito, mais da metade (5.247) vítimas de acidentes com motos. Neste ano, até o mês de abril, 2.703 vítimas, sendo 1.381 envolvidos em acidentes com motocicletas.

Custo

O tratamento de vítimas de acidentes de trânsito custa caro. “Nós temos aqui no HPS pacientes que custam de R$ 10 mil a R$15 mil, mas temos também pacientes em que o valor do tratamento já chega a R$ 400 mil ”, diz  Ribeiro.

O médico ainda alerta que para reduzir os acidentes de trânsito o foco dos governos deve ser na prevenção. 

“Apenas campanhas publicitárias, como temos hoje, não surtem efeito na conscientização das pessoas. Mais blitzes de conscientização para motoristas e motociclistas. Outra coisa, campanhas de incentivo para as pessoas fazerem a manutenção dos veículos com frequência. Incentivo que mexa no bolso do motorista, talvez com desconto no IPVA”, sugere Marcelo Lopes Ribeiro, diretor técnico do Hospital de Pronto Socorro João XXIII.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ❗️🚛 Direção do Hospital João XXIII diz que, sem transporte, atendimento será prejudicado: https://t.co/54qXkcsMEg https://t.co/rpjIyZsGAm

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ❗️🚛 Prefeitura de BH pede que população só procure serviços de urgência e emergência em caso de risco de morte, seq… https://t.co/N7iHsjOd84

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ❗️🚛 Prefeitura de BH pede que população só procure serviços de urgência e emergência em caso de risco de morte, sequela ou sofrimento intenso.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ❗️🚛 Líquido cada vez mais raro.

    Acessar Link