Notícias

Mesmo com a rotina agitada, mães devem voltar aos exercícios para ter mais energia e saúde

Por Jacqueline Moura, 10/05/2018 às 11:10
atualizado em: 17/05/2018 às 09:55

Texto:

Educadora física Ana Lima, mãe de duas meninas

Na correria do dia a dia, a mulher desenvolve vários papéis, seja no trabalho ou em casa. Funcionária, esposa, mãe... Mas como desempenhar todas essas funções sem deixar a saúde de lado? Desde os primeiros meses após o parto, com recomendação médica, a mulher pode voltar a praticar atividades físicas. 

Os benefícios podem ser percebidos até no ato de amamentar o bebê, de acordo com a educadora física da Cia Athletica, Ana Lima. “A postura de amamentar é um pouco desconfortável para a mãe, por isso, a atividade física fortalece a musculatura, melhora a postura e evita a sensação de fraqueza na mãe que está amamentando” explica.  

Outros benefícios da atividade física após o parto são fortalecimento dos músculos abdominais, aumento da energia, mais disposição das mães para cuidar dos filhos, prevenção de depressão pós-parto, alívio do estresse e melhora da qualidade do sono. Os exercícios ainda podem ajudar a mulher a superar inconvenientes da pós-gestação, como a diástase da parede abdominal, sobrepeso e incontinência urinária.

“Independentemente de qual seja a rotina é importante que a mulher, mesmo depois de um pós-parto, tenha pelo menos 30 minutos do seu dia dedicado à atividade física. Isso vai demandar a criação de um novo hábito. Dessa forma, tudo irá melhorar na rotina da mãe: sono, energia, paciência e disposição”, aconselha a educadora física Ana Lima (foto), mãe de duas meninas, que chega à academia para malhar às 21h.

É importante destacar que cabe ao médico liberar as atividades físicas, já que cada mulher tem suas características e necessidades especiais. “Normalmente, quando o parto é normal, o médico libera as atividades depois de 30 dias. Quando o parto é cesárea, esse prazo costuma ser de 45 dias”, afirma a educadora física. Nos primeiros três meses após o parto é melhor evitar atividades de impacto, como por exemplo a corrida.

A advogada e empresária Natália Jácome, de 30 anos, mãe de dois meninos de 2 e 4 anos, praticou atividade física antes, durante e após a gestação. Ela chega à academia às cinco e meia da manhã, para conseguir  cuidar do corpo, mente e autoestima. “Sempre me exercitei e, mesmo com uma rotina intensa após a gestação, nunca deixei de praticar. Claro, que adaptando para cada fase da vida. Considero de extrema importância as mães conseguirem ter esse hábito, nem que for por 30 minutos diários”, indica a advogada. 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    🙏"Meu Deus, eu vos ofereço meus filhos;" Ore e compartilhe a oração desta terça-feira https://t.co/km4eeF7V35 https://t.co/ICMg8uDY5M

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O coronel lembra que o estado vive uma crise econômica importante e que isso deve interferir na Reforma da Previdência: “Todos devem estar preparados para ceder algo”.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Este mês se encontra abaixo da média histórica devido à influência de uma massa de ar quente, que também favoreceu as temperaturas elevadas. Leia!

    Acessar Link