SulAmerica - Fevereiro - Internas - Maxiboard

Notícias

Mil dias depois, mil tragédias diárias: série da Itatiaia mostra como estão os atingidos

Por Redação, 04/11/2018 às 20:26
atualizado em: 05/11/2018 às 15:23

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00

A Itatiaia dá início nesta segunda-feira a mais uma série de reportagens sobre a tragédia de Mariana. Com o título "mil dias depois, mil tragédias diárias", o repórter João Felipe Lolli vem contar um pouco de como tem sido esses 1095 dias que se passaram desde 5 de novembro de 2015. 

Indenizações que ainda não foram pagas, comunidades inteiras apagadas do mapa e que ainda não foram reconstruídas, recuperação ambiental que ainda não é satisfatória, vidas que se foram e que jamais serão esquecidas. 

Ouviremos integrantes da Justiça, as mineradoras, os responsáveis pela reparação e – principalmente – os atingidos, cujo número, três anos depois, ainda não está fechado. Alguns falam em 30, outros em 40, e até em 50 mil pessoas impactadas diretamente pela onda de lama e rejeito que deixou a barragem de fundão para assolar por completo o Rio Doce e sua fauna e flora. 

Nesse domingo (4), chegou a Londres, capital do Reino Unido, uma comitiva de atingidos pela tragédia. Eles pretendem chamar atenção de ONGs e entidades internacionais para o caso de Mariana. Esse grupo fez um ato em Londres, em frente ao escritório da australiana BHP Biliton, mineradora que, ao lado da brasileira Vale, é uma das controladoras da Samarco. 

A tragédia de Mariana completa três anos nesta segunda-feira, e a Rádio Itatiaia te convida para nos acompanhar, ao longo da semana, uma série de reportagens para mostrar o que foi feito e o que não foi feito até agora.

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA COM JOÃO FELIPE LOLLI!

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    🙏"Meu Deus, eu vos ofereço meus filhos;" Ore e compartilhe a oração desta terça-feira https://t.co/km4eeF7V35 https://t.co/ICMg8uDY5M

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O coronel lembra que o estado vive uma crise econômica importante e que isso deve interferir na Reforma da Previdência: “Todos devem estar preparados para ceder algo”.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Este mês se encontra abaixo da média histórica devido à influência de uma massa de ar quente, que também favoreceu as temperaturas elevadas. Leia!

    Acessar Link