Notícias

Uso de aparelhos eletrônicos faz aumentar casos de miopia em crianças, especialista alerta

Por Jacqueline Moura/ Itatiaia, 25/06/2019 às 11:58
atualizado em: 25/06/2019 às 12:04

Texto:

Foto: Pixabay
Pixabay

Com a evolução tecnológica nos dias atuais, as crianças usam, cada vez mais cedo, aparelhos eletrônicos como tablets, celulares e computador. Diante dessa nova realidade, a Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou um novo guia de saúde em que recomenda que crianças de dois a cinco anos de idade passem no máximo uma hora por dia diante às telas.

Entre os motivos da recomendação está o aumento nos casos de miopia entre crianças, que pode estar relacionada ao uso excessivo de aparelhos eletrônicos. Dados da Organização mostram que, até 2020, 35% das pessoas terão miopia. Trata-se de um erro de refração em que a imagem focaliza antes de chegar à retina. As pessoas com miopia têm dificuldade para enxergar à distância e comumente aproximam-se dos objetos para vê-los melhor. 

“As atividades que envolvem o uso da visão bem de perto, seja com telas eletrônicas ou materiais impressos, podem aumentar os riscos de miopia.  Como o uso de celular, tabletes, computadores e Tv’s são usados a curta distância, esse aumento do uso da visão de perto está aumentando os casos de miopia”, explica o oftalmologista Claudio Cançado Trindade. 

Segundo o especialista, o uso desses aparelhos em excesso pode causar outras complicações para visão. “Quando usa um equipamento eletrônico, a pessoa fica muito concentrada e reduz a frequência de piscar, o que pode causar o olho seco e irritação, que podem prejudicar a nitidez da visão”, alerta. 

Para evitar ter problemas de visão, principalmente a miopia, é recomendada a prática de atividades ao ar livre, com a visão estimulada a observar objetos à longa distância. Isso porque a luz solar pode diminuir a progressão da miopia.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link